loader image

O que é Aneurisma da Aorta e quais os tratamentos?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
O que é?

Por definição, o termo aneurisma se refere a dilatação irreversível de uma artéria superior a 50% do seu diâmetro normal. Parece complexo, podemos entender somente como uma dilatação anormal das artérias.

Assim como a doença arterial periférica, também faz parte daquelas doenças que são consequência da aterosclerose, que é a deposição de cálcio e gordura na parede das artérias.

A grande maioria dos aneurismas aórticos é degenerativa, ou seja, está relacionada com o envelhecimento e enfraquecimento da parede da artéria. Apesar de mais frequente nos homens, as mulheres também podem apresentar esta doença.

 

Tratamento

A indicação do tratamento cirúrgico dos aneurismas de aorta se baseia no risco de sua ruptura, pois isto significa uma forma gravíssima da doença, que pode chegar a mortalidade de até 90%.

 A maioria absoluta dos pacientes é assintomática. Descobrem o aneurisma de forma incidental, ao realizarem algum exame de imagem não direcionado. 

Muitas vezes, a pessoa fez um ultrassom de abdome por outro motivo, às vezes para investigar algum problema na próstata ou alguma doença ginecológica, e por acaso descobre que tem uma dilatação da aorta.

 

Quando Fazer Cirurgia?

No caso de pacientes assintomáticos, a cirurgia é considerada profilática na maior parte das vezes, pois tem a intenção de prevenir a ruptura do aneurisma. 

Devemos ser extremamente criteriosos na indicação da cirurgia, pois o risco do tratamento nunca pode ser maior do que o risco da doença em si.

Deve ser feita uma avaliação individualizada do paciente, a fim de determinar o seu risco cirúrgico (com base na sua idade, doenças associadas e nos seus exames) e o risco do aneurisma romper (com base no seu tamanho, na sua localização e na sua forma).

E como a cirurgia é feita? Na maior parte dos casos, temos a opção de fazer a cirurgia por via endovascular, que é um procedimento muito menos invasivo do que a cirurgia convencional, pois não necessita abrir o abdome para acessar a aorta. O acesso é feito através das virilhas por dentro das artérias.

Os pacientes com dor abdominal, dor lombar, dor à palpação do aneurisma ou que apresentam sinais súbitos de falta de circulação das pernas devem ser avaliados prontamente por cirurgião vascular. Quando estes sintomas estão presentes, acendem um alerta de que o aneurisma pode estar crescendo ou que pode estar prestes a romper.

MARQUE UMA CONSULTA CONOSCO

Nestes casos, é importante buscar ajuda especializada o mais precoce possível, para que possa ser feito o diagnóstico correto e para que o tratamento seja feito na melhor condição possível.

FALE COM A INTERVASCULAR AGORA

Gostaria de melhorar sua qualidade de vida?

Receba dicas de nossos especialistas.