loader image

Afinal, o que são as varizes?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Varizes são veias que se dilatam e, desta forma, se tornam visíveis e às vezes palpáveis. São vistas como cordões azulados ou esverdeados que saltam aos olhos. A maioria se encontra no tecido subcutâneo das pernas e coxas. 

Quando muito superficiais, isto é, na epiderme, são conhecidas por teleangiectasias, aranhas vasculares ou vasinhos.

São muito comuns e aumentam com a idade. Raramente são graves, mas muitas vezes interferem no dia a dia das pessoas. Quantas mulheres deixam de ir a um clube ou mesmo à praia por vergonha das varizes. E quantas pessoas chegam em casa querendo apenas se deitar por dor e cansaço nas pernas.

 

Problemas com varizes, fale com o time da Intervascular!

 

Fatores de Risco

As varizes ocorrem por fatores genéticos e ambientais, isto é, do nosso dia. As pessoas que têm varizes apresentam veias de paredes menos resistentes, pouco elásticas. Com o passar dos anos, estas veias vão se dilatando até que se tornam varizes. Apesar de muitas pessoas dizerem que estouraram varizes, na verdade nada estoura, mas se dilata

A predisposição genética varia entre as pessoas. Inclusive entre irmãos. De qualquer forma, ainda não temos como alterar a nossa genética para que as nossas veias se tornem mais fortes.

Os fatores ambientais interferem tanto no aparecimento das varizes quanto nos sintomas. Pessoas que ficam muito tempo em pé ou sentada têm mais varizes. Isto acontece pelo seguinte motivo:

  • O sangue é bombeado pelo coração e, ainda com o efeito da gravidade, chega à perna pelas artérias. Após passar pelos tecidos da perna, levando oxigênio e nutrientes, deve retornar ao pulmão, ser reoxigenado para ser novamente bombeado pelo coração para o corpo. Todo o sangue que vai volta. Por isto chamamos de circulação.
  • Este sangue retorna pelas veias, Mas imagina a dificuldade dele sair dos pés e pernas e alcançar o coração. Primeiro a distância, segundo a gravidade e terceiro a falta de uma bomba para o impulsionar o tempo todo – como é o coração.

Desta forma, enquanto estamos parados, em pé ou assentados, a maior parte do sangue fica guardado no interior das veias. Nesta hora, caso as suas veias não sejam tão resistentes, podem se tornar varizes.

Mas como este sangue retorna: Quando andamos ou nos movimentamos, os nossos músculos comprimem as veias. Isto faz com que o sangue seja impulsionado de volta ao coração. Portanto, aquela história que subir muito escadas gera varizes não faz nenhum sentido. Sabendo disto, é fácil entender porque ficar longos períodos em pé ou assentados aumentam as varizes. 

Outras coisas que podem gerar varizes:

  • O excesso de peso também dificulta o retorno venoso, aumentando a chance de varizes.
  • Hormônios femininos alteram as qualidades da parede da veia. Isto explica o aumento das varizes nas gestantes. 
  • O uso de salto alto limita o movimento do tornozelo, o que reduz a capacidade de bombeamento da musculatura da perna.

 

Sintomas

Os sintomas mais comuns são:

  • dor ou cansaço nas pernas, 
  • vontade de colocar as pernas para cima, 
  • inchaço (edema), 
  • alterações da cor e da espessura da pele das pernas, principalmente próximo dos tornozelos, 
  • sensações de formigamento, queimação, pernas frias – as chamadas parestesias, 
  • e em alguns poucos pacientes o aparecimento de feridas, a famosa úlcera venosa ou varicosa. 

Os sintomas são mais intensos à noite, após um longo dia de trabalho ou nos dias que ficamos em pé por mais tempo. Algumas pessoas podem não sentir nada, mesmo com varizes grandes. Outras, mesmo com varizes pequenas, podem se sentir muito incomodadas. 

Além disso, muitos acham que as varizes deixam as pernas feias e interferem na sua qualidade de vida e auto estima.

 

Diagnóstico

O diagnóstico é feito durante a consulta. Os sintomas são avaliados. A seguir, as pernas são examinadas à procura das varizes e dos outros sinais que a acompanham. Na maioria das vezes, usamos um aparelho que se chama fleboscópio. Seria como uma lupa illuminada específica para varizes. Ele nos permite identificar muitas veias que não vemos a olho nu. 

De acordo com os sintomas, achados do exame e objetivos da paciente, realizamos o ultrassom vascular, que também chamamos de doppler ou duplex. Este permite avaliar não apenas as veias superficiais mas todo o sistema venoso, inclusive as veias profundas.

 

Problemas com varizes, fale com o time da Intervascular!

 

Tratamento

O tratamento tem alguns objetivos. O primeiro é controlar os sintomas, reduzir o inchaço,  trazer conforto à paciente e reduzir ao máximo o aparecimento de mais varizes. Para isto, precisamos melhorar a circulação da perna, mais especificamente, o retorno venoso. 

Para termos sucesso, precisamos de atuar em várias frentes, de forma progressiva e sem pressa. É importante fortalecermos a musculatura das nossas pernas, sendo o exercício um grande aliado. Além disso, o controle do peso melhora os sintomas e pode reduzir a taxa de aparecimento de varizes. 

Aliado a isto tudo, temos uma grande arma que é a compressão elástica. A meia é a forma mais comum de compressão. O papel da meia é, através da compressão, gerar o retorno do sangue venoso mesmo quando estamos parados. Além de ajudar as suas pernas, estas medidas vão melhorar a sua saúde de forma geral.

ATENÇÃO: Para as veias que já se tornaram varizes ou teleangiectasias, não há tratamentos com remédios, cremes ou mesmo a meia que as farão desaparecer. Para devolvermos o seu conforto estético, vamos precisar de aliar escleroterapias – ou aplicações – e procedimentos cirúrgicos.

Para os vasinhos, o tratamento de escolha é a escleroterapia. Esta consiste na aplicação de uma substância capaz de ocluir os vasinhos.

As varizes maiores raramente podem ser eliminadas com a escleroterapia convencional. Para estas, de acordo com o local, calibre número, cor da pele da paciente, idade, entre outros, vamos definir, em conjunto entre a retirada por microcirurgia e ou escleroterapia com substâncias mais potentes, usualmente em forma de espuma.

Fale conosco agora!

Gostaria de melhorar sua qualidade de vida?

Receba dicas de nossos especialistas.